Como cuidar de uma piscina exterior no inverno

A piscina no exterior é usual tanto nas vivendas e nos meios rurais como em apartamentos e condomínios nas zonas urbanas. Porém, ela é mais usada nas estações mais quentes do ano devido às condições climatéricas favoráveis que se fazem sentir.
Tanto os pequenos como os graúdos gostam de estar na água nos dias de maior calor e apreciam os verdadeiros momentos que são passados em família. No entanto, no outono e no inverno, a piscina não é assim tão utilizada, principalmente se for localizada no exterior e sem qualquer tipo de proteção lateral ou se não tiver nenhum aquecimento. Saiba como cuidar de uma piscina exterior no inverno e faça com que ela esteja sempre em ótimas condições de utilização.

Limpar a piscina

O primeiro passo é tirar todas as boias e objetos que se encontrem a flutuar na água. Depois deve-se proceder à limpeza da piscina (recolhendo todos os insetos, folhas e outros pequenos objetos indesejados), do filtro, dos azulejos ou das paredes (que poderão ser escovadas) e do fundo (pode ser aspirado com o aspirador próprio para o efeito). Todo este trabalho deve de ser realizado preferencialmente num dia de sol. Assim a água fica com menos sujidade, o que leva ao aparecimento em menor número de bactérias, algas e de outro tipo de sujidade.

Equilibrar a água

É muito importante que a água esteja em perfeitas condições e com os componentes dentro dos valores ideais. Deve analisar-se o pH e fazer-se uma cloração de choque, (tendo sempre em conta as dimensões da piscina) de modo a prevenir o aparecimento de algas e que esta fique em tons esverdeados. É de salientar que o sistema de filtragem necessita de ficar ligado durante algumas horas para que o produto fique bem distribuído.

Desligar o equipamento

Algumas pessoas desligam apenas a bomba e isso não deve acontecer. É necessário desligar igualmente os temporizadores, os robots de limpeza ou os sistemas de aquecimento se existirem e todo o restante equipamento.

Reduzir o nível de água

É fundamental deixar a água cerca de 50 centímetros abaixo do skimmer para evitar que a água congele ou aumente com a chuva e danifique os componentes de plástico. Até à primavera voltar no ano seguinte, deve-se verificar várias vezes a altura da água.

Esvaziar a canalização

Esta pode ser a tarefa mais difícil de realizar com sucesso, mas como é comum, nas estações frias as temperaturas poderão baixar muito. Isto leva a que a água gele dentro da canalização e a danifique ou rompa. Para realizar este procedimento com sucesso pode optar por uma bomba de água ou de ar ou até a bomba da própria piscina (apesar de ser mais difícil conseguir extrair os líquidos todos.
Existe no mercado à venda um produto anticongelante para carros e que poderá ser utilizado. Depois de estar tudo seco podem-se fechar todas as entradas, juntamente com o ralo principal para que a água não volte a entrar.

Cobrir a piscina

Pode encontrar à venda diversos toldos e coberturas próprias em lona para cobrir a piscina. Algumas são mesmo resistentes, duradoiras e podem fixar-se com alças nas bordas da mesma, evitando que se levantem, mesmo nos dias de maior vento. Elas evitam que o lixo entre para o seu interior, a água da chuva e outros detritos, assim como o crescimento de algas e de outros micro-organismos. Durante os dias de maior precipitação é importante verificar se a cobertura se mantém segura e em perfeitas condições.

Todos estes passos são importantes e podem demorar algum tempo até ficarem concluídos. No entanto, no final, a sua piscina exterior ficará bem protegida na estação mais fria do ano, isto é, no inverno.

A sua votação: 
Sem votos

Leia também: